Gerente e dono de farmácia na Tijuca são presos por receptação de remédios roubados

Carga foi avaliada em pelo menos R$ 10 mil e tinha de anti-inflamatórios a medicamentos para Alzheimer. Dono e gerente de farmácia na Tijuca são presos por receptação de carga de remédios roubados A polícia prendeu em flagrante, nesta quinta-feira (5), o dono e o gerente de uma farmácia na Tijuca, na Zona Norte do Rio, por receptação de remédios roubados. Agentes chegaram até Luiz José de Lima Filho e José Geraldo da Silva graças a um rastreador. A carga tinha mais de R$ 10 mil em produtos, como anti-inflamatórios, estimulantes de apetite e medicamentos para tratamento de Alzheimer e transtornos de ansiedade — além de tintas de cabelo e produtos de perfumaria. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Remédios roubados receptados por farmácia na Tijuca Reprodução/TV Globo Segundo a polícia, o roubo foi na terça-feira (2), mas os criminosos fecharam a venda da carga somente nesta quinta. Ainda não se sabe como e onde as caixas foram levadas. “É uma farmácia grande, bem estruturada, não é uma porca”, comparou o delegado Márcio Esteves. Quando os policiais chegaram ao estabelecimento, na Rua Conde de Bonfim, foram recebidos pelo gerente. Ele confessou que as caixas roubadas estavam no estoque e disse que quem estava contabilizando a mercadoria era o próprio dono da farmácia. “Ele, com certeza, já vem fazendo isso há algum tempo, porque ninguém chega no gerente lá ou no dono da farmácia oferecendo produtos roubados”, disse o delegado. Agora, as investigações continuam em busca da quadrilha responsável pelos roubos de carga. Farmácia fica na Conde de Bonfim Reprodução/TV Globo

Gerente e dono de farmácia na Tijuca são presos por receptação de remédios roubados
Carga foi avaliada em pelo menos R$ 10 mil e tinha de anti-inflamatórios a medicamentos para Alzheimer. Dono e gerente de farmácia na Tijuca são presos por receptação de carga de remédios roubados A polícia prendeu em flagrante, nesta quinta-feira (5), o dono e o gerente de uma farmácia na Tijuca, na Zona Norte do Rio, por receptação de remédios roubados. Agentes chegaram até Luiz José de Lima Filho e José Geraldo da Silva graças a um rastreador. A carga tinha mais de R$ 10 mil em produtos, como anti-inflamatórios, estimulantes de apetite e medicamentos para tratamento de Alzheimer e transtornos de ansiedade — além de tintas de cabelo e produtos de perfumaria. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Remédios roubados receptados por farmácia na Tijuca Reprodução/TV Globo Segundo a polícia, o roubo foi na terça-feira (2), mas os criminosos fecharam a venda da carga somente nesta quinta. Ainda não se sabe como e onde as caixas foram levadas. “É uma farmácia grande, bem estruturada, não é uma porca”, comparou o delegado Márcio Esteves. Quando os policiais chegaram ao estabelecimento, na Rua Conde de Bonfim, foram recebidos pelo gerente. Ele confessou que as caixas roubadas estavam no estoque e disse que quem estava contabilizando a mercadoria era o próprio dono da farmácia. “Ele, com certeza, já vem fazendo isso há algum tempo, porque ninguém chega no gerente lá ou no dono da farmácia oferecendo produtos roubados”, disse o delegado. Agora, as investigações continuam em busca da quadrilha responsável pelos roubos de carga. Farmácia fica na Conde de Bonfim Reprodução/TV Globo