EUA anunciaram um acordo que prevê US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da crise provocada pelo novo coronavírus.

Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira (25) um acordo federal de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia do coronavírus Sars-Cov-2 sobre a economia do país.

O pacote de estímulo deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde.

Província chinesa de Hubei começa a encerrar sua quarentena A China suspendeu nesta quarta as drásticas restrições impostas desde janeiro à província de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan, epicentro da pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Em uma tendência de queda nos registros, o país voltou a não registrar contágios locais nas últimas 24 horas.

O primeiro caso de coronavírus foi confirmado no Cox's Bazar, em Bangladesh, que fica a cerca de uma hora de carro de grandes campos que abrigam quase um milhão de refugiados rohingya.

Essa minoria deixou Mianmar fugindo da violência e atualmente vive em condições muito precárias.

Até o momento, não há registro de Covid-19 entre os refugiados.

PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção CORONAVÍRUS: veja perguntas e respostas Brasil A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) considerou que o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro pode dar falsa impressão que as medidas de contenção social são inadequadas e que a Covid-19 é semelhante ao resfriado comum.

Na noite de terça-feira (24), o chefe de estado criticou em rede nacional de televisão o pedido para que todas aqueles que possam fiquem em casa e culpou os meios de comunicação por espalharem, segundo ele, uma sensação de "pavor".

Ele declarou ainda que, se contrair o vírus, não pegará mais do que uma "gripezinha". SÉRIE DE VÍDEOS: coronavírus, perguntas e respostas Coronavírus: quais os sintomas e quando devo procurar um médico? Initial plugin text