Animal foi encontrado desorientado no distrito de Grussaí, nesta quinta-feira (30).

Ele foi encaminhado à Uenf e deve ser devolvido à natureza nesta sexta-feira (31).

Tamanduá-mirim é capturado por guardas ambientais em São João da Barra, no RJ Divulgação/Prefeitura de São João da Barra Um tamanduá-mirim foi capturado por agentes do Grupamento Ambiental Municipal (GAM) de São João da Barra, no Norte Fluminense, nesta quinta-feira (30).

De acordo com os agentes, o animal foi encontrado desorientado na Rua Afonso Nunes, no distrito de Grussaí, por moradores que entraram em contato com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) do município.

O tamanduá foi encaminhado ao Núcleo de Estudos e Pesquisas em Animais Selvagens (Nefas) da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf).

De acordo com o veterinário responsável, Henrique Nogueira, foram constatadas lesões leves na pata, machucados que, segundo ele, não impedem que o animal silvestre seja devolvido ao seu habitat natural. Segundo o guarda ambiental Azevedo, que participou da operação de captura juntamente com o guarda Marcelo Gomes, a previsão é de que o tamanduá-mirim seja solto na reserva Caraoara nesta sexta-feira (31). Tamanduá-mirim é capturado por guardas ambientais em São João da Barra, no RJ Divulgação/Prefeitura de São João da Barra O tamanduá-mirim é uma espécie das regiões sul-americanas.

É um animal solitário e pode ser encontrado em muitos ambientes, desde florestas até savanas, mas é predominantemente florestal. O GAM de São João da Barra integra a Guarda Civil Municipal, entidade ligada à secretaria municipal de Segurança Pública.

Foi criado em 2017 após curso de Capacitação e Formação e atua no monitoramento da orla marítima de tartarugas marinhas, captura de animais silvestres e outras ações relacionadas à preservação do meio ambiente.

A sede do GAM é no Espaço da Ciência e o órgão atende pelos números 153, (22) 2741-1190 e pelo aplicativo de mensagens através do número (22) 99615-3153.