Diretor do programa de emergências da entidade reforçou, também, que a organização não recomenda o uso da cloroquina ou da hidroxicloroquina para tratar a doença, que já matou mais de 20 mil pessoas no Brasil.

22 de maio: vista aérea mostra de cemitério em Vila Formosa, distrito no sul de São Paulo, onde novas covas foram cavadas para abrigar vítimas da Covid-19, que já matou mais de 20 mil pessoas no Brasil. Nelson Almeida/AFP O diretor do programa de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, declarou nesta sexta-feira (22) que a América do Sul se tornou o novo epicentro da pandemia de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Ryan reforçou, também, que a organização não recomenda o uso da cloroquina ou da hidroxicloroquina para tratar a doença, que já matou mais de 20 mil pessoas no Brasil.

Ele já havia alertado que as substâncias, usadas para tratar malária e doenças autoimunes, não têm eficácia comprovada contra o novo coronavírus (veja vídeo). OMS comenta decisão do Brasil de liberar uso da cloroquina para casos leves Initial plugin text