Agência espacial americana procura novos profissionais para missão à Lua, mas as exigências são muitas.

Astronauta americano Mike Fossum em trabalho de manutenção na Estação Espacial Internacional; profissionais passam por extenso treinamento para chegar lá Getty Images Para quem sonha ser astronauta desde criança, eis uma oportunidade: a Nasa, agência espacial americana, está em busca de novos candidatos. A agência tem planos de levar a primeira mulher — e outros homens — à Lua em uma missão prevista para 2024, mais de meio século depois da primeira chegada humana à superfície lunar. E, agora, a Nasa anunciou que abrirá um processo seletivo, entre 2 e 31 de março, para descobrir novos talentos para missões espaciais.

"Desde os anos 1960, a Nasa selecionou 350 pessoas para treiná-las como candidatas a astronautas para suas missões cada vez mais desafiadoras de exploração espacial", diz comunicado da agência.

"Com 48 astronautas no corpo ativo, mais deles serão necessários para equipar aeronaves rumo a múltiplos destinos e para propelir a exploração como parte das missões (do programa espacial) Artemis e além." Então, o que é preciso para se tornar um astronauta? A nacionalidade importa Como a Nasa é uma agência federal americana, a primeira exigência já pode frustrar muita gente: é preciso ter cidadania americana.

Initial plugin text Mas essa regra não foi obstáculo para alguns no passado: o falecido astronauta britânico Piers Sellers deixou o Reino Unido e se tornou cidadão americano como parte de seu sonho.

Ele chegou a viajar em três missões espaciais. Outra exigência é ter formação acadêmica científica, com mestrado ou doutorado em engenharia, ciências biológicas, ciências físicas, ciências da computação e matemática, entre outras.

Há interesse também em candidatos com doutorado em medicina ou osteopatia (especialidade que estuda a interdependência das funções do corpo).

Mas a educação formal não basta: são necessários dois anos de experiência profissional relevante à área, ou um mínimo de 1 mil horas de tempo de voo como piloto principal de uma aeronave.

Como é o processo seletivo? Buzz Aldrin andando na Lua, em 20 de julho de 1969; Nasa pretende voltar à superfície lunar em 2024 Nasa Depois de completar a inscrição online, candidatos pré-selecionados terão de passar por um exame físico.

Depois, são necessários mais dois anos de treinamento e avaliação — período no qual os candidatos passam por capacitação em áreas como sobrevivência militar em ambientes aquáticos, robótica e noções do idioma russo (as viagens à Estação Espacial Internacional, por exemplo, são feitas por aeronaves Soyuz, cujos controles são em russo). Pessoas que não sejam capazes de completar o treinamento podem não se tornar astronautas, mas às vezes acabam sendo selecionadas para outras funções na Nasa, diz a agência. E se eu não me encaixar nas exigências? Se você não cumpre os pré-requisitos mínimos para se candidatar à Nasa, há outras oportunidades para viajar ao espaço. Embora mais da metade (151 de 239) dos astronautas a passar pela Estação Espacial Internacional tenham sido pessoas com cidadania americana, dezenas de outros de outros lugares do mundo também conseguiram chegar lá — o Brasil enviou, em 2006, o hoje ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, à estação. E, se o dinheiro não for um impedimento para você, a Virgin Galactic diz almejar, até o final deste ano, se tornar a primeira empresa privada a levar turistas ao espaço.